Apresentação

O Observatório de Políticas de Educação e Formação (OP. Edu) vem dar conteúdo ao protocolo assinado entre o Centro de Estudos Interdisciplinares em Educação e Desenvolvimento (CeiED), da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias e o Centro de Estudos Sociais (CES), da Universidade de Coimbra, e nasce desta confluência de vontades e de competências, para uma observação sistemática da realidade do setor da Educação e Formação.

A criação do Observatório visa reunir recursos e congregar interesses dos investigadores que integram os dois centros de investigação, de modo a realizar e potenciar a investigação fundamental e aplicada na área das políticas de educação e formação, missão a ser prosseguida através de ações como as seguintes:

i) Desenvolvimento de estudos em parceria com instituições públicas, privadas e do terceiro setor;

ii) Desenvolvimento e participação em redes de investigação e de disseminação de resultados no domínio das políticas de educação, ciência e formação;

iii) Desenvolvimento de sinergias entre os centros de investigação participantes, com vista à formação pós-graduada, e o desenvolvimento de dissertações de mestrado e doutoramento associados aos temas do Observatório;

iv) Organização de eventos científicos: congressos, palestras, seminários, workshops e outros eventos da mesma natureza;

v) Promoção, divulgação e publicação de textos científicos e técnicos.

vi) Reforço e promoção de relações com centros de investigação nacionais e estrangeiros com atribuições no âmbito da actividade do OP. Edu.

vii) Publicação anual do Relatório «Observator-edu», divulgando dados estatísticos de diferentes fontes nacionais e internacionais, e dados resultantes da participação de uma Rede de Escolas, sobre as políticas educativas e seus efeitos.

Compreender e dar visibilidade aos processos que marcam o campo das políticas de educação e de formação é seguramente o primeiro dos propósitos do Observatório agora criado, designadamente através deste site dinamizado on-line, que operacionalizará as redes de trabalho e os produtos e serviços a partilhar.

É total a disponibilidade do Observatório para colaborar com o campo académico e científico, com as administrações central, regional e local, com os sindicatos, outros movimentos sociais e com instituições de terceiro setor, nos âmbitos para o qual o Observatório foi criado. Aqui fica a manifestação clara dessa disponibilidade.

Ana Benavente (CeiED)

Paulo Peixoto (CES)